Década de 2000


A expansão da pós-graduação segue forte nos anos seguintes. São reconhecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), órgão do Ministério da Educação, os mestrados e doutorados em Letras e Saúde e Comportamento. Em 2003 é criado projeto de qualificação de serviços, capacitação de mão de obra, expansão de área física e busca pela sustentabilidade na área da saúde. No mesmo ano, tem início o planejamento estratégico no hospital da UCPel. No ano de 2005 a UCPel obtém autorização para funcionamento dos mestrados em Política Social e Ciência da Computação. Começaram a funcionar os cursos de Fisioterapia, Enfermagem, Tecnologia em Design de Moda, Tecnologia em Gestão de Turismo, Tecnologia em Produção Fonográfica e Tecnologia em Gestão Hospitalar. Um dos grandes feitos do período foi a compra do complexo do antigo Hospital Olivé Leite (hoje Campus Saúde), uma área de 4,5 hectares em plena zona urbana da cidade e que hoje abriga a grande parte dos cursos de graduação da área da saúde. A UCPel também compra o antigo Colégio Santa Margarida. Em 2008, a estrutura acadêmico-administrativa da UCPel ganha nova forma, com a criação dos centros. A década encerra com a aprovação de um novo estatuto e com Dom Jacinto Bergmann como chanceler da instituição.